Monday, August 26, 2013

Comida de Boteco - Caldo de Mocotó


     Minha admiração pela Solange Couto vem desde 1985 quando a vi pela primeira vez na televisão, em Tenda dos Milagres, minissérie da TV Globo. Seu jeito tipicamente brasileiro e com seu belo sorriso, me encantou de imediato. Daí em diante, foi uma sucessão de atuações marcantes, tanto na televisão quanto no teatro.
      D. Jura, foi o personagem que deu a ela, a oportunidade de escrever o livro Receitas de Botequim (Ed. Melhoramentos – 2002), e como fã, me deliciei com seu jeito brejeiro de escrever – como não poderia deixar de ser – e obviamente com suas receitas. Um livro bem gostoso (sem trocadilhos) de ler e que aconselho a quem não leu, comprá-lo e tê-lo por perto na cozinha, pois o “cardápio” além de variado é bem simples de fazer. Recomendo “Siri com Molho” na pág. 25 e “Dobradinha com feijão branco” na pág. 27. Minhas favoritas. Desejo mais sucesso a Solange (agora com mais um filhinho).
      E essa introdução foi mais, para justificar a receita de hoje, Caldo de Mocotó. Uma iguaria que está no livro da Solange e também no meu caderno de anotações. Ah! Agora, aqui no blog também, para que você possa surpreender seus amigos e amigas.
        Antes que você queira consultar seu cardiologista ou ouvir aquele amigo ou aquela amiga “macrô”, que combaterá ferozmente essa receita, conheça um pouco mais sobre este prato. Saiba que ele é pobre em calorias e gorduras; é rico em cálcio e contém vitaminas do complexo B. Bom, não é mesmo?
Na hora de comprar, verifique se o mocotó (pata do boi) possui uma cor clara, com miolo rosado e sem manchas escuras. O cálculo para efeitos de consumo deve ser feito da seguinte maneira: Para cada 100g você aproveitará em torno de 30g. Mas considere que um mocotó inteiro, rende em média 12 porções. Podendo ser acompanhado de pãozinho francês, farinha de mandioca ou até mesmo arroz (separados é claro!).
Então, anotem os ingredientes e bom apetite!


Ingredientes

1 mocotó inteiro (fatiado na serra)
1 cebola grande fatiada bem fino ou em pétalas
3 dentes de alho inteiros
1 colher de chá de casquinha de limão com ervas finas
2 colheres de sopa de polpa de tomate
2 folhas de louro
 1 limão Tahiti
 2 ½ litros de água
Azeite a gosto
Sal a gosto
Cebolinha ou salsinha (para finalizar)
Pimenta malagueta (opcional)

Fazendo

Lave bem o mocotó com o limão e leve-o à fervura por 15 minutos. Coloque uma dose generosa de azeite na panela de pressão e em fogo médio, refogue a cebola e o alho. Escorra a água do mocotó e leve-o à panela de pressão. Coloque água o suficiente para cobrir os pedaços de mocotó; adicione os demais ingredientes e leve à fervura em fogo baixo por 1 hora ou até que a cartilagem tenha se soltado dos ossos.
Retire os ossos e deixe apurando em fogo baixo, até a cartilagem estar quase totalmente derretida e o caldo engrossar. Se preferir, dê uma passada rápida no liquidificador e volte o caldo para a panela.
Sirva em pequenas vasilhas com cebolinha ou salsinha. As gotinhas de pimenta malagueta são por sua conta.

Bom apetite!

4 comments:

  1. Já salvei... finalmente aprendi fazer um caldo de mocotó digno!
    Obrigada por compartilhar Chef!
    bjs

    ReplyDelete
  2. Que bom, Werenice! Espero que seus convidados apreciem! Bom apetite!

    ReplyDelete
  3. É hoje! Depois te dou notícias do resultado.

    ReplyDelete